/ Cloud

A história da Cloud Computing

O ano é 1961, um período de pesquisas, descobertas e muitas conquistas.
O russo Iuri Alekseievitch consegue ir ao espaço e o plano do homem ir a
Lua é revelado.

John McCarthy e Joseph Carl estudavam uma maneira de compartilhar dados com poder suficiente para melhorar um planeta inteiro. Perseguido pelos sinistros agentes da ciência da computação, Joseph apressa-se para mostrar sua criação que pode salvar e restaurar a liberdade da tecnologia...A Cloud Computing.

Tirando todos os elementos fantasiosos, o ano de 1961 foi de muitas conquistas e o início da história da Cloud Computing. John McCarthy inventor do termo “inteligência artificial” e o Joseph Carl Robnett Licklider, foram os pioneiros do conceito Cloud Computing, inicialmente chamado de “Utility Computing”. No ano de 1962 Joseph estava focado em sua pesquisa de como compartilhar dados de forma global, após essa descoberta ele criou a rede Arpanet para a agência americana Advanced Research and Projects Agency (Arpa).

Durante 35 anos a ideia de Cloud Computing ficou em standby, somente no ano de 1997 esse termo foi usado pela primeira vez pelo professor Ramnath Chellappa em uma palestra acadêmica. Em 1999 a empresa Salesforce foi a primeira a disponibilizar aplicações empresariais pela web.

Foi no ano 2000 que a Cloud Computing ganhou mais força e passou a ser comercializada. A Amazon criou serviços que incluía armazenamento e computação baseado em nuvem, anos depois lançou a Amazon EC2/S3, primeiro serviço de infraestrutura de computação em nuvem amplamente acessível. Em 2008 foi a vez do Google App lançar seu serviço no mercado de nuvem de baixo custo e inovações no mercado. Em 2009 a Microsoft Azure criou sua plataforma especial para execução de aplicativos e serviços, baseada também nos conceitos da Cloud Computing.

Desde então o Cloud Computing cresce cerca de 20% ao ano. Em 2016 o avanço foi de 47,4% segundo estudo da Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) em parceria com a International Data Corporation (IDC). Em um estudo da Gartner diz que Cloud Computing é uma das forças mais disruptivas da era digital. Até 2020 a receita de infraestrutura como serviços irá ultrapassar US$ 55 bilhões. Não migrar para a nuvem nos próximos anos será o mesmo que rasgar dinheiro =)

Conclusão
De fato a palavra que define a Cloud Computing é futuro! Muitas empresas já aderiram a esse novo modelo de negócios. Isso prova que a nuvem é uma tecnologia arrojada que surgiu para aperfeiçoar a forma de nos comunicarmos e fazermos negócios a nível mundial.

estabilis_webinars_cta_01